VOCÊ SABE ONDE ESTÁ O SEU POTENCIAL ILIMITADO?

Já ouviu falar de Timothy Gallwey? Não? Ele é o “pai do Coaching”.

Durante seus estudos em Harvard, na década de 1960, foi capitão da equipe de tênis. Nesse período e dessa experiência tirou a inspiração para escrever seus livros sobre a metodologia de desenvolvimento humano, mais fantástica da atualidade – o Coaching.  Em 1974, ele lançou o seu primeiro livro “O Jogo Interior do Tênis”. A ideia defendida em sua publicação era a de que, se observarmos e conhecermos bem nossos pontos de melhoria internos, poderíamos mais facilmente corrigí-los e potencializar o nosso desempenho não apenas no esporte, mas em todas as áreas de nossa vida.

Ele destaca em sua obra, a seguinte teoria: “O jogo interno ocorre dentro da mente do leitor e é jogado contra obstáculos tais como o medo, a insegurança, lapsos de concentração e conceitos de limitação ou suposições. O jogo interno é jogado para superar os obstáculos autoimpostos, que impedem uma pessoa ou equipe de acessar o seu potencial.”

Isso mesmo! Somos os maiores limitadores das nossas potencialidades. Se você já teve a sensação de que sabe o que deve fazer, sabe que é possível aprender, ou sente que teria sucesso se tentasse isso ou aquilo, esse é o seu Self 2 falando. Self 2? Sim, é a parte do seu cérebro que sabe de todo seu potencial. Que sabe da sua capacidade inata de aprender e desenvolver coisas novas, de recursos infinitos e que sabe exatamente o que precisa ser feito. Porém, ele ouve muito o Self 1. Mas quem é Self 1?

Self 1 é a parte do cérebro que nos dá comandos, nos controla e gera julgamentos, principalmente de nós mesmo. Aquela voz que diz: “Nem tenta, vai se dar muito mal! Você quer mas não é a hora certa. Cuidado, não empolga muito! Você não consegue”. Com certeza você já ouviu e ouve muito seu Self 1 sendo crítico de você e dos outros. Julgando. Tentando controlar a voz do Self 2 e seus comportamentos. Ele fala o tempo todo na sua mente. Ele tenta te proteger, mas se não for controlado pode te fazer perder uma vida inteira.

Uma vida inteira de realizações e conquistas pessoais e profissionais.

O processo de Coaching é o meio pelo qual é possível conseguir controlar esse tal Self 1 e ajudar o seu Self 2. Pois promove o autoconhecimento, eliminando os bloqueadores que alimentam o Self 1. A plenitude das suas potencialidades está em você, nada externo a você pode definir seu potencial pessoal e profissional. O processo de Coaching pode ajudar você e, assim, você pode ajudar sua equipe a liberar as potencialidades também.

 

Escrito por Patrícia Sousa, Professional e Life Coach e Consultora de Atendimento Novo Marketing.

Recent Posts